quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Tudo pronto!

Finalmente, tudo chegou! Na quinta-feira passada entregaram o berço e a cômoda, no sábado, antes de me me preparar para o Chá de Fraldas, busquei o kit de berço, e no domingo já comecei a arrumar tudo que era possível. Ontem chegaram os últimos itens do quarto dele. Agora é com a gente pra finalizar: temos que colocar a cortina, o lustre, o mosquiteiro e pendurar os quadros.

O quadro da maternidade rendeu um episódio a mais, pois o que mandamos fazer não me agradou nem um pouco. Ficou enorme, todo desproporcional, longe de ser como eu imaginava. Mas isso também foi resolvido nesta semana, comprando um novo e em outra loja. Este sim ficou como eu queria. Aliás, deixa eu fazer propaganda da loja aqui, fui tão bem atendida! Foi a The Baby Factory, que fica na R. Gaivota, ali naquele pedacinho de lojas que fazem conjunto com as da R. Normandia. As meninas se desdobraram em atenção e ainda vieram trazer o quadro pronto pra mim em casa no mesmo dia, já com o nome do meu baby aplicado.

No mais também não posso reclamar muito da outra loja. Tudo bem que tivemos que ficar em cima, cobrando e tocando foguinho pra que entregassem logo as coisas, mas o trabalho de bordados ficou muito bonitinho. A poltrona é meu xodó, ficou uma graça, além de ser absolutamente deliciosa e confortável.

Lembrancinhas e mala de maternidade também estão prontas! Conseguimos até aproveitar nosso Chá de Fraldas numa boa, tudo deu certo e deu tempo! Ufa!

Agora... agora é esperar!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Fotinhos!

Eu fiz um book para registrar meu barrigão. As fotos foram tiradas bem no dia do meu aniversário! Amei o resultado, fiquei super feliz de ter feito essas fotos. Temos mais de 100 delas!


Agora a difícil tarefa vai ser escolher o que ampliar!


segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Sustinho

Semana passada tive um pequeno susto com a gravidez: na consulta de acompanhamento meu médico achou que minha pressão estava um pouco alta, o que inspirava cuidados e pedia exames pra afastar a possibilidade de uma pré eclampsia. Sorte que eu havia feito ultrassom antes e sabia que o Tato estava bem, pimpão e ativo, senão minha choradeira teria sido maior ainda. Sim, eu abri as cataratas do Niágara lá no consultório, porque nessas horas tudo o que passa pela cabeça é "mas o que eu fiz de errado?".

Eu não tinha feito nada de errado, são coisas que acontecem, ainda mais agora que já estou na reta final da gestação. Se ele precisasse nascer não teríamos grandes problemas, ele já está bem formado e com um peso relativamente bom, mas dequalquer forma é melhor que ainda continue aqui dentro por mais um tempo.

Tive que fazer exames de sangue e um de urina que eu ainda não havia feito nem conhecia, que detecta proteína. O legal dele é que você "ganha" do laboratório um garrafão laranja com capacidade pra 3 litros e a sua missão então é coletar toda a urina que fizer num intervalo de 24 horas. Bom, nessa altura do campeonato já perdi toda a vergonha mesmo, então nem hesito em contar que foi um tanto quanto complicado conciliar o barrigão de quase 9 meses e as manobras com o "baldinho" a cada visita ao banheiro. E foram muitas, já que o mantra do meu médico nesse tempo todo é "hidrata, hidrata, hidrata".

Mas a história fica mais legal ainda, já que eu consegui ultrapassar a capacidade do garrafão! Tive que terminar o exame no laboratório de manhã cedinho, inaugurando um novo potinho (não de 3 litros dessa vez, bem menor!)! Graças a Deus está tudo bem, nada de errado com os exames. Estou tomando um remédio pra pressão e cortei totalmente o sal da comida que preparo, assim vamos caminhando pro Tatinho nascer bem e fortinho mas ficando aqui na minha barriga por pelo menos mais 2 semanas.

Aí vem aquele momento filosófico pra encerrar o assunto: quando engravidei, imaginava que viveria um período cheio de poesia, flores, tudo tão lindo e imaculado... mas é só depois que a gente descobre que o que acontece mesmo é andar como uma pata, sentar como uma preta véia e, quem sabe, ainda ter que fazer xixi no baldinho! Ah, mas vale a pena, cada segundo!