terça-feira, 24 de maio de 2011

No more chupeta, yeah!!!

Olha, se por um lado o Tato me desafia deixando de comer verduras e frutas, mesmo tendo crescido comendo sem pestanejar desde inhame até folha de beterraba, e não dando a mínima pra tirar a fralda, por outro ele me surpreende pela tranquilidade de alguns processos. A nova dele é que não usa mais chupeta. Assim, de uma hora pra outra, de um dia pro outro. Sem o menor stress.

Ele nunca foi muito apegado à "peteta", como costumava chama-la. Usava pra dormir, às vezes durante o dia quando acordava e tinha que ir direto pra escola ou algum outro lugar, mas nos entregava rapidinho quando pedíamos. Pois bem, havia 3 chupetas em casa. Ele começou com uma mania de morder até rasgar os bicos e elas foram sendo depositadas no lixo reciclável, uma a uma, até não haver mais nenhuma em casa. Como o Tato já havia caído no sono inúmeras vezes sem a tal chupeta, resolvi arriscar. "Quero mamadeira e chupeta" disse ele, antes de dormir, semana passada. "Vou buscar a mamadeira mas chupeta não tem mais, rasgou e a mamãe jogou fora", respondi. Simples assim. Pronto, estamos completando uma semana sem chupeta.

Do mesmo modo que nunca se apegou à chupeta, também nunca teve um brinquedo preferido, nem uma toalhinha ou cobertor inseparáveis. Nas adaptações das duas escolas pelas quais passou, as professoras falavam pra levar os tais brinquedinhos/toalhinhas de apoio. Ele não tinha nem nunca precisou, mal ligava pra mim! E eu sempre achei o máximo, é a melhor coisa pra ele. Quero que ele tenha as coisas dele, só dele, curta e não se preocupe se o pai ou a mãe ficaram esperando por ele. Admiro muito essa tranquilidade dele.

Mas olha só, ao contrário de que vejo por aí na internê, com algumas mães se gabando de que "o que o meu filho faz é por causa da educação, meu suor bla bla bla", eu afirmo que, sem me diminuir também, mas grande parte disso só é possível pela personalidade dele. Ele nasceu assim, ponto. Sou sortuda? Pohan, pra caramba! Só que se seu filho é mais difícil nisso ou naquilo, faça como Douglas Adams ensinou (ele é autor do "Guia do Mochileiro das Galáxias"): DON'T PANIC!!! Tuuuudo vai dar certo!

2 comentários:

Paula Dreger disse...

Preciso admitir que fiquei com vontade da Bel ser assim também!
Mas, apesar de hoje em dia ela usar a chupeta somente para dormir, ela adora a "tampa de borracha" (já ouviu a música do Pequeno Cidadão? Vale a pena). E eu realmente acho que vai ser difícil tirar dela.
Não vou fazer isso agora pois irei viajar em Setembro e acho que as avós irão agradecer, mas até o final do ano eu tiro.
A fralda do dia eu já tirei. Foi um perrengue por 1 mês mas passou.
Eu quero também tirar a mamadeira e dar o leite no copo, mas também acho que vai ser outro processo difícil para ela.
Fico feliz que o seu mocinho lindo já não use mais!!!
Um beijo

Fabiana Deziderio disse...

Paula.

Amo quando as coisas acontecem no tempo delas. Sem sofrimento, sem cobrança. Simples e naturalmente.

O próximo passo é Tato pedir a chave do carro para ir a balada. Rá.

Bjs pra vcs e parabéns pelo moço.